(031) 2531-2200
relacionamento@tgt.life

COVVAR

Variantes de Preocupação e de Interesse do SARS-CoV-2, Identificação por RT-PCR Qualitativo

Setor

INF – INFECTOLOGIA

Material

Secreção de nasofaringe (swab), Aspirado nasofaringe (ANF) e Lavado broncoalveolar (BAL)

Sinônimos

Teste COVVAR; Teste para detecção das variantes para SARS-CoV-2; RT-PCR para variantes do coronavírus

Método

Transcrição reversa seguida de reação em cadeia da polimerase em tempo real (RT-qPCR)

Recipientes de coleta

Vide Instruções de coleta

Instruções de coleta

As amostras clínicas, indicadas para realização do teste, deverão ser obtidas em até 7 dias do início dos sintomas (fase aguda da doença). Não é necessário jejum ou preparo especial para coleta.

Secreção de nasofaringe (swab): Proceder à coleta utilizando um swab de Rayon de haste plástica que será inserido nas duas narinas. Após a coleta, inserir o swab em um tubo contendo meio de transporte viral (DMEM com solução de tiocianato de Guanidina a 0,8M) ou solução salina (NaCl 0,9%) (quebrar ou cortar as pontas do swab,se necessário, para fechar o tubo).

Aspirado nasofaríngeo (ANF) e Lavado broncoalveolar (BAL): Coletar no mínimo 2 mL da amostra em tubo coletor apropriado (criotubos ou tubo de coleta sem aditivo).

Obs: São elegíveis para identificação das variantes, pacientes com diagnóstico positivo para COVID-19. Quando o paciente não possuir resultado anterior, deverá ser informado sobre a necessidade de realizar um ensaio prévio para detecção SARS-CoV-2. Ideal que as amostras tenham resultados com CT≤30 para realização do painel.

Instruções de conservação e envio

Swab: A amostra deverá ser conservada e transportada de forma refrigerada (2 a 8 °C) e enviada no prazo máximo de 72 horas após a coleta quando armazenada em meio de transporte viral (DMEM com solução de tiocianato de Guanidina a 0,8M) e no prazo máximo de 24 horas após a coleta quando armazenada em solução salina (NaCl 0,9%). Após este prazo, a amostra deverá ser conservada e transportada congelada (0 a -20 °C), em um prazo máximo de 3 dias (72 horas).

Aspirado nasofaringe (ANF) e Lavado broncoalveolar (BAL): As amostras deverão ser conservadas e transportadas de forma refrigerada (2 a 8 °C) em até 24h ou congeladas (0 a -20 °C) em até 72 horas.

Documentação necessária

  • Todos os exames devem ser cadastrados no MatrixNET (http://exames.tgt.life), indicando no campo apropriado, os dados clínicos do paciente e hipótese diagnóstica.
  • Informar contato do médico solicitante, caso haja necessidade de algum esclarecimento adicional ou retorno de resultado crítico.

Aplicação clínica

Este exame foi desenvolvido para identificar as principais variantes em circulação no Brasil e no mundo definidas como variantes de preocupação (variants of concern – VOC) ou variantes de interesse (variants of interest – VOI). O teste avalia mutações específicas nas sequências gênicas codificadoras da proteína Spike do vírus SARS-CoV-2: K417T, K417N, N501Y, E484K, E484Q, L452R, P681R e G339D, que permitem a diferenciação das variantes Alfa, Beta, Gama, Delta, Omicron, Epsilon, Mu e Zeta. A definição da VOC pode orientar cuidados médicos e gerar dados para autoridades sanitárias no controle epidemiológico.

Critérios de rejeição de amostra

REC – Volume insuficiente / REC – Material inadequado / REC – Conservante inadequado / REC – Amostra sem identificação / REC – Tempo de conservação inadequado / REC – Identificação inadequada

Dias de recebimento de amostras

Segunda / Terça / Quarta / Quinta / Sexta / Sábado / Domingo

Prazo de entrega

07 dias úteis

Consulte sempre a última versão disponível no site.

Última atualização: v2 (11/05/2022)

1/1

gdpr-image
Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao navegar, você concorda com a nossa Política de Privacidade.
Leia mais