(031) 2531-2200
relacionamento@tgt.life

HSVQL

Herpes simplex tipos 1 e 2, PCR Qualitativo

Setor

INF – INFECTOLOGIA

Material

Líquido cefalorraquidiano (LCR), secreção endocervical, vaginal ou uretral, urina, plasma, células epiteliais ou crostas de lesões cutâneas

Sinônimos

PCR Qualitativo para Herpesvírus simplex 1 e 2; Diagnóstico Molecular de herpesvírus; Detecção molecular de HSV-1; Detecção molecular de HSV-2; Tempo real para herpes simplex

Método

Reação em cadeia da polimerase em tempo real (qPCR)

Recipientes de coleta

  • Líquido cefalorraquidiano (LCR), urina, células epiteliais e crostas de lesões cutâneas: Frasco estéril;
  • Secreção endocervical, vaginal e uretral: Meio Cellpreserve (volume mínimo de 2 mL);
  • Sangue (plasma): Tubo EDTA.

Instruções de coleta

  • Líquido cefalorraquidiano (LCR): Coletar o volume mínimo de 1 mL em frasco estéril;
  • Secreção endocervical, vaginal, uretralInstruções de Preparo e Coleta de Secreções
  • Urina: Coletar o volume mínimo de 2 mL em frasco estéril;
  • Plasma: Coletar de 3 a 5 mL de sangue periférico em tubo com EDTA. Após a coleta, homogeneizar para evitar a coagulação. Não é necessário jejum;
  • Células epiteliais de lesões: Coletar duas amostras (dois swabs) de secreção de pelo menos duas lesões distintas e acondicioná-las em um único tubo;
  • Crostas de lesões cutâneas: Sugere-se coletar crosta de pelo menos duas lesões distintas e acondicioná-las em um único tubo.

Instruções de conservação e envio

  • Todas as amostras devem ser acondicionadas e transportadas ao laboratório em até 72 horas da coleta, desde que refrigeradas (2 a 8 °C) em recipiente isotérmico, higienizável e impermeável, evitando o contato direto dos tubos com o gelo reciclável.
  • Após este período, as amostras devem ser congeladas em freezer -20 °C e enviadas ao laboratório dentro do menor tempo possível.

Documentação necessária

  • Todas as amostras devem ser cadastradas no MatrixNET (http://exames.tgt.life), indicando no campo apropriado, os dados clínicos do paciente e justificativa do exame;
  • Informar medicamentos atualmente em uso pelo paciente;
  • Enviar contato do médico solicitante, caso haja necessidade de algum esclarecimento adicional.

Aplicação clínica

Os vírus Herpes simplex dos tipos 1 e 2 (HSV-1 e HSV-2) são Alphaherpesvírus que infectam e estabelecem latência em gânglios nervosos sensoriais humanos. Durante a reativação de uma infecção latente podem causar doença clínica significativa no indivíduo e se espalhar para pessoas não infectadas. A reativação dos vírus HSV-1 e HSV-2 ocorre com frequência e pode resultar em numerosas recorrências sintomáticas e assintomáticas, geralmente na forma de lesões herpéticas orais ou genitais. Em casos mais graves podem ser associados a quadros de meningoencefalite, muitas vezes letais.

Critérios de rejeição de amostra

ACR – Volume insuficiente / REC – Tempo de conservação inadequado / REC – Identificação inadequada / REC – Tubo ou frasco sem amostra / REC – Amostras de secreção sem swab / REC – Sem identificação / REC – Amostra hemolisada

Dias de recebimento de amostras

Segunda / Terça / Quarta / Quinta / Sexta / Sábado /  Domingo

Prazo de entrega

01 dia útil

Máscara de laudo

Consulte sempre a última versão disponível no site.

Última atualização: v1 (08/02/2023)

1/1

(031) 2531-2200
relacionamento@tgt.life

Save as PDF

COVID19U

Herpes simplex tipos 1 e 2, PCR Qualitativo

Setor

INF – INFECTOLOGIA

Material

Líquido cefalorraquidiano (LCR), secreção endocervical, vaginal ou uretral, urina, plasma, células epiteliais ou crostas de lesões cutâneas

Sinônimos

PCR Qualitativo para Herpesvírus simplex 1 e 2; Diagnóstico Molecular de herpesvírus; Detecção molecular de HSV-1; Detecção molecular de HSV-2; Tempo real para herpes simplex

Método

Reação em cadeia da polimerase em tempo real (qPCR)

Recipientes de coleta

  • Líquido cefalorraquidiano (LCR), urina, células epiteliais e crostas de lesões cutâneas: Frasco estéril;
  • Secreção endocervical, vaginal e uretral: Meio Cellpreserve (volume mínimo de 2 mL);
  • Sangue (plasma): Tubo EDTA.

Instruções de coleta

  • Líquido cefalorraquidiano (LCR): Coletar o volume mínimo de 1 mL em frasco estéril;
  • Secreção endocervical, vaginal, uretralInstruções de Preparo e Coleta de Secreções
  • Urina: Coletar o volume mínimo de 2 mL em frasco estéril;
  • Plasma: Coletar de 3 a 5 mL de sangue periférico em tubo com EDTA. Após a coleta, homogeneizar para evitar a coagulação. Não é necessário jejum;
  • Células epiteliais de lesões: Coletar duas amostras (dois swabs) de secreção de pelo menos duas lesões distintas e acondicioná-las em um único tubo;
  • Crostas de lesões cutâneas: Sugere-se coletar crosta de pelo menos duas lesões distintas e acondicioná-las em um único tubo.

Instruções de conservação e envio

  • Todas as amostras devem ser acondicionadas e transportadas ao laboratório em até 72 horas da coleta, desde que refrigeradas (2 a 8 °C) em recipiente isotérmico, higienizável e impermeável, evitando o contato direto dos tubos com o gelo reciclável.
  • Após este período, as amostras devem ser congeladas em freezer -20 °C e enviadas ao laboratório dentro do menor tempo possível.

Documentação necessária

  • Todas as amostras devem ser cadastradas no MatrixNET (http://exames.tgt.life), indicando no campo apropriado, os dados clínicos do paciente e justificativa do exame;
  • Informar medicamentos atualmente em uso pelo paciente;
  • Enviar contato do médico solicitante, caso haja necessidade de algum esclarecimento adicional.

Aplicação clínica

Os vírus Herpes simplex dos tipos 1 e 2 (HSV-1 e HSV-2) são Alphaherpesvírus que infectam e estabelecem latência em gânglios nervosos sensoriais humanos. Durante a reativação de uma infecção latente podem causar doença clínica significativa no indivíduo e se espalhar para pessoas não infectadas. A reativação dos vírus HSV-1 e HSV-2 ocorre com frequência e pode resultar em numerosas recorrências sintomáticas e assintomáticas, geralmente na forma de lesões herpéticas orais ou genitais. Em casos mais graves podem ser associados a quadros de meningoencefalite, muitas vezes letais.

Critérios de rejeição de amostra

ACR – Volume insuficiente / REC – Tempo de conservação inadequado / REC – Identificação inadequada / REC – Tubo ou frasco sem amostra / REC – Amostras de secreção sem swab / REC – Sem identificação / REC – Amostra hemolisada

Dias de recebimento de amostras

Segunda / Terça / Quarta / Quinta / Sexta / Sábado /  Domingo

Prazo de entrega

01 dia útil

Revisão: v2 (31/05/2022)