(031) 2531-2200
relacionamento@tgt.life

MYSPQL

Mycobacterium spp., PCR Qualitativo

Setor

INF – INFECTOLOGIA

Material

Lavado broncoalveolar, líquor, plasma, secreções respiratórias, soro e fragmento de tecido fixado

Sinônimos

Identificação de micobactéria por PCR; Identificação de micobactéria por RFLP; Identificação de micobactéria por PRA; Detecção molecular de Mycobacterium spp; Identificação de bacilo álcool-ácido resistente – BAAR; Identificação do gênero Mycobacterium

Método

Reação em cadeia da Polimerase (PCR) seguida de RFLP

Recipientes de coleta

Vide instruções de coleta

Instruções de coleta

Lavado broncoalveolar, líquor e secreções respiratórias: coletar no mínimo 2 mL de amostra em frasco estéril adequado para transporte de amostras biológicas.

Plasma: coletar de 3 a 5 mL de sangue periférico em tubo com EDTA. Centrifugar a 1500 rpm por 10 minutos, aliquotar o sobrenadante em novo tubo para transporte de amostra. Volume mínimo aceitável: 2 mL.

Soro: coletar sangue periférico em 1 tubo de 3,5 mL com gel separador. Aguardar 30 minutos. Centrifugar a 2200 g por 10 minutos a 18°C. Aliquotar todo o soro em um novo tubo para transporte de amostra. Volume mínimo aceitável: 2mL. 

Tecido fixado: realizar o corte histológico (microtomia) da região de interesse e acondicionar o bloco de parafina em embalagens fechadas que permitam proteger o material. Enviar o bloco de parafina em frasco plástico descartável.
Realizar as coletas de forma asséptica.

Instruções de conservação e envio

Lavado broncoalveolar, secreções respiratórias, plasma e soro: transportar refrigerado (entre 2 e 8 °C) em até 5 dias após a coleta;

Líquor: transportar refrigerado (entre 2 e 8 °C) ou congelado (-20 °C) em até 48 horas após a coleta;

Tecido fixado: Transportar em temperatura ambiente (18 a 25 °C). A amostra é estável em temperatura ambiente por tempo indeterminado.

Documentação necessária

  • Todas as amostras devem ser cadastradas no MatrixNET (http://exames.tgt.life), indicando no campo apropriado, os dados clínicos do paciente e justificativa do exame.
  • Enviar contato do médico solicitante, caso haja necessidade de algum esclarecimento adicional.

Aplicação clínica

O teste permite a detecção e identificação de micobactérias do complexo Mycobacterium tuberculosis (MTB) e complexo de micobactérias não tuberculosas (MNTB). Foram usados ​​primers específicos para MTB e primers específicos para Mycobacterium. De acordo com o método PRA (PCR-RFLP), os produtos de amplificação de amostras MTB-negativas e Mycobacterium-positivas foram digeridos com enzimas de restrição para determinação das espécies.

Critérios de rejeição de amostra

REC – Volume insuficiente / REC – Tempo de conservação inadequado / REC – Hemolisada / REC- Identificação inadequada / REC – Tubo ou frasco sem amostra / REC – Material inadequado

Dias de recebimento de amostras

Segunda / Terça / Quarta / Quinta

Prazo de entrega

12 dias úteis

Máscara de laudo

Consulte sempre a última versão disponível no site.

Última atualização: v4 (22/09/2023)

1/1

(031) 2531-2200
relacionamento@tgt.life

Save as PDF

COVID19U

Mycobacterium spp., PCR Qualitativo

Setor

INF – INFECTOLOGIA

Material

Lavado broncoalveolar, líquor, plasma, secreções respiratórias, soro e fragmento de tecido fixado

Sinônimos

Identificação de micobactéria por PCR; Identificação de micobactéria por RFLP; Identificação de micobactéria por PRA; Detecção molecular de Mycobacterium spp; Identificação de bacilo álcool-ácido resistente – BAAR; Identificação do gênero Mycobacterium

Método

Reação em cadeia da Polimerase (PCR) seguida de RFLP

Recipientes de coleta

Vide instruções de coleta

Instruções de coleta

Lavado broncoalveolar, líquor e secreções respiratórias: coletar no mínimo 2 mL de amostra em frasco estéril adequado para transporte de amostras biológicas.

Plasma: coletar de 3 a 5 mL de sangue periférico em tubo com EDTA. Centrifugar a 1500 rpm por 10 minutos, aliquotar o sobrenadante em novo tubo para transporte de amostra. Volume mínimo aceitável: 2 mL.

Soro: coletar sangue periférico em 1 tubo de 3,5 mL com gel separador. Aguardar 30 minutos. Centrifugar a 2200 g por 10 minutos a 18°C. Aliquotar todo o soro em um novo tubo para transporte de amostra. Volume mínimo aceitável: 2mL. 

Tecido fixado: realizar o corte histológico (microtomia) da região de interesse e acondicionar o bloco de parafina em embalagens fechadas que permitam proteger o material. Enviar o bloco de parafina em frasco plástico descartável.
Realizar as coletas de forma asséptica.

Instruções de conservação e envio

Lavado broncoalveolar, secreções respiratórias, plasma e soro: transportar refrigerado (entre 2 e 8 °C) em até 5 dias após a coleta;

Líquor: transportar refrigerado (entre 2 e 8 °C) ou congelado (-20 °C) em até 48 horas após a coleta;

Tecido fixado: Transportar em temperatura ambiente (18 a 25 °C). A amostra é estável em temperatura ambiente por tempo indeterminado.

Documentação necessária

  • Todas as amostras devem ser cadastradas no MatrixNET (http://exames.tgt.life), indicando no campo apropriado, os dados clínicos do paciente e justificativa do exame.
  • Enviar contato do médico solicitante, caso haja necessidade de algum esclarecimento adicional.

Aplicação clínica

O teste permite a detecção e identificação de micobactérias do complexo Mycobacterium tuberculosis (MTB) e complexo de micobactérias não tuberculosas (MNTB). Foram usados ​​primers específicos para MTB e primers específicos para Mycobacterium. De acordo com o método PRA (PCR-RFLP), os produtos de amplificação de amostras MTB-negativas e Mycobacterium-positivas foram digeridos com enzimas de restrição para determinação das espécies.

Critérios de rejeição de amostra

REC – Volume insuficiente / REC – Tempo de conservação inadequado / REC – Hemolisada / REC- Identificação inadequada / REC – Tubo ou frasco sem amostra / REC – Material inadequado

Dias de recebimento de amostras

Segunda / Terça / Quarta / Quinta

Prazo de entrega

12 dias úteis

Revisão: v2 (31/05/2022)